São Gonçalo: Mais de 3 mil moradores da Comunidade da Chumbada celebram chegada da água 

Postado por prolagos em 02/ago/2022 - Sem Comentários

Águas do Rio realiza diversas intervenções que possibilitaram que a região fosse contemplada com melhorias  

“Agora, a gente tem água e pra quem ligar”. Morador da Comunidade da Chumbada, no bairro Galo Branco, em São Gonçalo, há 32 anos, Francisco de Ximenes, ressalta que com a chegada da Águas do Rio o fornecimento de água ficou regular, o serviço alcançou pessoas que antes não eram abastecidas e que, quando acontece algum problema, o atendimento é rápido. Tudo isso só foi possível porque a Águas do Rio realizou quatro interligações, instalou uma bomba e, através do programa Vem Com a Gente, agentes de saneamento identificaram e direcionaram diversas demandas para regularizar o acesso das pessoas ao sistema de água na região. Com as intervenções, mais três mil pessoas passaram a contar com um serviço eficiente e seguro.

Para a moradora e síndica do Condomínio Galo Branco, Eliane Silva, a vida de todos que moram no local mudou. “São 36 casas e todas eram abastecidas por água de poço, que não é boa. Com os trabalhos realizados pela empresa na região, temos água de qualidade, além dela ter pressão e vir muito forte. Aposentamos o poço e a bomba!”, afirmou Eliane, contente também porque a mãe parou de comprar galões de água para cozinhar e consumir.

Outro destaque na comunidade foi a participação do programa Vem Com a Gente (VCG), em que mais de 180 agentes de saneamento instalaram 3.558 metros extensões de rede de água e 730 novas ligações. Além disso, os profissionais atuaram fazendo vistorias, substituição de hidrômetros, atualização de dados, troca de titularidade e cadastro na tarifa social. A equipe do VCG também disponibilizou uma tenda na região para fazer o atendimento itinerante, complementar ao realizado nas lojas comerciais da Águas do Rio.

Segundo o coordenador de Operações, Rogério Marins, cada vez que a concessionária avança com os serviços na cidade, novos desafios e particularidades precisam ser estudados para o trabalho funcionar. “No caso da Chumbada, percebemos que várias intervenções eram necessárias para que, tanto a parte baixa, quanto a alta, fossem abastecidas.  Todas as melhorias executadas ajudaram a aumentar a vazão e a pressão da água, que atendia uma parcela pequena da população do local, fazendo chegar água e garantindo a continuidade do abastecimento na região”, conclui o coordenador.