Notícia

Ver notícia

Segundo as Nações Unidas, o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de feminicídio

A mobilização pelo fim da violência contra as mulheres foi tema de palestra voltada aos colaboradores de Duque de Caxias. A iniciativa foi uma realização da Águas do Rio, que reuniu os funcionários na tarde de ontem (15). A palestra foi ministrada por Paulo César da Conceição, coordenador do Centro de Referência do Homem do município. A ação aconteceu em alusão à campanha ‘21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres’.

Em briga de marido e mulher se mete a colher, sim", afirma coordenador do CRH

Em briga de marido e mulher se mete a colher, sim”, afirma coordenador do CRH

“Vivemos em uma sociedade extremamente machista, então trouxemos a palestra para conscientizar e sensibilizar os colaboradores a não só evitarem a violência, como também para combaterem essas situações. Atuar na construção de sociedades mais dignas é o que nos move”, avalia Cleyson Jacomini, diretor-superintendente da empresa na Baixada.

A campanha, que acontece em 159 países, promove anualmente uma mobilização educativa, que luta pela erradicação da violência e pela garantia dos Direitos Humanos das mulheres. “A violência contra a mulher é um mal que assola a sociedade e ela acontece de várias maneiras: física, sexual, psicológica, moral e patrimonial. Estar reunido e debatendo sobre o assunto com todos esses jovens é muito importante”, falou o coordenador do CRH, Paulo César.

Tiago: "Precisamos acabar com a violência contra a mulher"

Tiago: “Precisamos acabar com a violência contra a mulher”

Thiago Magno, analista de responsabilidade social da Águas do Rio, participou do encontro e comentou sobre o tema. “Tudo o que ouvimos aqui foi muito enriquecedor. Estamos levando ensinamentos para compartilhar com nossos familiares e amigos”, afirmou.

De acordo com as Nações Unidas para os Direitos Humanos, o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de feminicídio. Dados levantados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP-RJ), mostram que cerca de 98 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica e familiar no estado em 2020 e 78 foram mortas em feminicídios.

Em uma situação emergencial, ligue para a polícia, disque 190. O número 180 presta atendimento e acolhimento às mulheres em situação de violência.

Compartilhar:

Veja Também

Abastecimento de Água Saiba mais
Abastecimento de Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas do Rio.

Contatos Saiba mais
Contatos

O serviço de atendimento da Águas do Rio funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Serviços Programados Saiba mais
Serviços Programados

Documentos Saiba mais
Documentos

Aqui você encontra os relatórios, arquivos e documentos de interesse público da Águas do Rio.