Notícia

Ver notícia

Maior evento da área no Brasil teve o apoio e a participação da Águas do Rio

De janeiro a abril deste ano, a construção civil liderou a criação de empregos formais no Brasil, conforme dados do Ministério do Trabalho. Foram mais de 121 mil empregos gerados, impulsionados pelo mercado imobiliário e por obras públicas de infraestrutura. O reflexo deste cenário positivo foi a Rio Construção Summit, maior evento do setor no país, que acabou nesta quinta-feira (21/9) e teve o apoio e a participação da Águas do Rio. O encontro reuniu mais de 200 especialistas nacionais e internacionais, divididos em quatro palcos simultâneos, compartilhando mais de 80 horas de conteúdo.

Mas não é apenas a construção civil que tem potencial para revolucionar o mercado de trabalho no Brasil. Seguindo o mesmo caminho está o saneamento básico. De acordo com estudo da Associação e Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto (Abcon), o Brasil pode gerar 1,5 milhão de postos de trabalho se investir os R$ 893,3 bilhões previstos no setor até 2033 – o foco é a universalização dos serviços de água e esgoto.

O tema foi debatido na mesa redonda “Novos Investimentos em Saneamento: Oportunidades para o Setor da Construção”. Nela, o diretor de Engenharia da Águas do Rio, Ricardo Bueno, falou sobre os desafios diante do pioneirismo do Estado do Rio de Janeiro ao conceder os serviços de saneamento por blocos. A conversa contou ainda com a participação de Guilherme Mendonça, do BNDES.

Para Ricardo, o diferencial da atuação da Águas do Rio está, entre outros fatores, na valorização do cenário e dos agentes econômicos e empresariais locais. “Não falamos somente das mais de 8 mil vagas que criamos em quase dois anos de atuação. Temos também toda uma cadeia produtiva se movimentando a partir das concessões de saneamento. Do fornecimento de alimentação até de uniformes, estamos falando de empregos, renda e arrecadação de impostos”, frisou.

Para além do desenvolvimento econômico, Bueno lembrou ainda dos retornos ambientais, muitos deles já possíveis de serem vistos. “O investimento em saneamento não é uma expectativa. É uma realidade, e a nossa parte está posta, é para amanhã, não para muitos anos à frente”, ponderou.

O Rio Construção Summit também tratou temas como a diversidade em setores econômicos importantes. Na roda de conversa “Diversidade, Equidade e Inclusão”, que aconteceu no auditório Águas do Rio do evento, o superintendente responsável pela capital, Sinval Andrade, falou sobre o programa Respeito Dá o Tom, que chega ao sexto ano de implantação nas concessionárias da Aegea.

“O programa promove palestras, rodas de conversa e ações de RH, atuando de acordo com o objetivo 10 da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que trata sobre a redução da desigualdade racial no mercado de trabalho”, explicou Sinval.

Segundo ele, o Respeito Dá o Tom é o grande responsável pela empresa como um todo ter um olhar diferenciado para a questão da diversidade. “Hoje, dos 8 mil funcionários, 4,5 mil são moradores de comunidades. Dentro da Águas do Rio, 62% dos nossos profissionais são negras e negros, e temos metas claras e estabelecidas: atingir, até 2030, a marca de 27% de negros em negras em cargos de liderança e de 45% de mulheres no nosso quadro de gestão. Estamos no caminho de atingir isso antes mesmo do prazo estipulado”, finalizou.

A roda contou com a participação da diretora do Programa de Integração Social e Econômica da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Michelle Barron; a consultora trabalhista da Álya, Luciene Romanelli; e do gerente de Ética e Conformidade da Shell América Latina, Ruan Santos.

Rio Summit

Organizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio de Janeiro (SindusconRio), o evento atraiu mais de 6 mil pessoas entre 19 e 21 de setembro. Nele,  empresários, profissionais de engenharia e arquitetura, representantes do poder público e estudantes debateram, no Píer Mauá, na Região Portuária do Rio, temas sobre a indústria da construção e o mercado imobiliário.

Compartilhar:

Veja Também

DDF e DA – Declaração de Conexão Saiba mais
DDF e DA – Declaração de Conexão

DECLARAÇÃO DE ABASTECIMENTO – DA e DECLARAÇÃO DE DESTINO FINAL – DDF DESCRIÇÃO: A Declaração de Abastecimento tem o objetivo de certifica...

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas do Rio trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento nas regiões onde atua.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas do Rio e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.