Notícia

Ver notícia

Substituição de conjunto motobomba acontece dentro de um poço profundo

 

Nova bomba é instalada na elevatória

Nova bomba é instalada na elevatória

Uma operação de engenharia a 67 metros de profundidade dentro do Maciço da Tijuca. Estas foram as condições enfrentadas pelos técnicos da Águas do Rio para fazer a troca emergencial de uma bomba, iniciada nesta quinta-feira (11/11) e concluída no dia seguinte. A ação aconteceu na Elevatória Caixa Nova da Tijuca, no Alto da Boa Vista, e será responsável pela regularização do abastecimento de água para os moradores da Tijuca, Usina, Alto da Boa Vista e Borel.

A elevatória, que passará a contar com duas bombas a partir de agora, atende a aproximadamente 100 mil pessoas com uma capacidade de bombear 100 litros por segundo de água. Assim que o funcionamento da elevatória for retomado, o abastecimento na região deve ser normalizado em até 24 horas.

Para realizar a manutenção, que dura mais de 24 horas, foram mobilizadas mais de 20 pessoas da Águas do Rio e da Cedae, que deu apoio à operação da nova concessionária. A ação ainda precisou de um guindaste para transportar os equipamentos, que foram trocados com o auxílio de câmeras dentro da rocha, já que o acesso ao local é bastante limitado no poço de 67 metros de profundidade.

Reparo há 67m de profundidade é monitorado por vídeo

“O que era para ser uma manutenção simples e rápida, se tornou crítica devido as dificuldades de acesso e condições do ambiente em que atuamos. Nossa equipe trabalhou duro para poder fazer a substituição das bombas e restabelecer a operação na elevatória” explicou Yuri Mesquita, supervisor de eletromecânica da Águas do Rio, que efetuou os reparos dentro do túnel de manutenção.

Modernização de Elevatória já estava nos planos da concessionária

As obras de modernização da Elevatória Caixa Nova da Tijuca estão incluídas nas obras para os 100 primeiros dias da Águas do Rio e serão antecipadas para iniciar nos próximos 15 dias. O trabalho prevê a instalação de duas bombas submersíveis (afogadas na água com tubo guia para acesso direto) para substituir as atuais e um novo gerador de energia. Com a modernização deste sistema de bombeamento, será possível desativar o acesso operacional pelo túnel e realizar manutenções preventivas pelo acesso motorizado. Também será possível monitorar em tempo real o funcionamento das bombas no Centro de Operações Integradas, instalado na sede da concessionária no Porto Maravilha.

“Essas obras serão para recuperar a segurança do sistema de abastecimento de água da região.  Vamos facilitar o acesso para que a manutenção preventiva da elevatória seja feita com mais agilidade e menos impacto no fornecimento de água”, explicou a diretora executiva Thais Gallina, responsável pela região Centro Sul da cidade do Rio de Janeiro.

História

Elevatória Caixa Nova da Tijuca faz parte do macro sistema de adução Guandu e abastece os bairros da Tijuca, Usina, Alto da Boa Vista e Borel. Ela é abastecida pelo Túnel Canal, construído parte escavado por dentro do Maciço da Tijuca, com extensão de 32 km e 60 metros abaixo do nível do terreno. O túnel vai de Santíssimo até o reservatório dos Macacos, na Gávea

Compartilhar:

Veja Também

Comunicados Saiba mais
Comunicados

Fique por dentro do que acontece na Águas do Rio com informações sobre abastecimento, obras, programas, projetos e muito mais.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas do Rio e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Abastecimento de Água Saiba mais
Abastecimento de Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas do Rio.