Notícia

Ver notícia

Mais de 100 crianças e jovens do projeto social patrocinado pela Águas do Rio tocam música clássica para moradores de São Gonçalo

Sons de flauta, violino, viola, violoncelo e contrabaixo. A Lona Cultural Lídia Maria da Silva, em São Gonçalo, recebeu nesta quinta-feira (19) a estreia da Orquestra do Jardim Catarina, que levou muita emoção ao público presente. As 110 crianças e jovens, que têm entre 6 e 18 anos e fazem parte do núcleo de aprendizado da Ação Social pela Música do Brasil (ASMB), apresentaram a moradores da região todo o conhecimento absorvido ao longo dos primeiros seis meses do projeto. A iniciativa é patrocinada pela Águas do Rio, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Alyne Sophia da Silva Rosa, de 7 anos, é uma das alunas. Ela disse que não perde um dia de aula e conta como a atividade mudou a sua vida. “Antes eu ajudava a minha mãe na limpeza da casa e cuidava dos meus irmãos, agora eu estudo para ser flautista e já toco as músicas ‘Cai, Cai, Balão’ e ‘Brilha, Brilha, Estrelinha’ nas festas da família”, afirmou a futura flautista.

Conhecido como o maior loteamento plano da América Latina, o Jardim Catarina, em São Gonçalo, nasceu como bairro e, devido a processos sociais, políticos e econômicos, se desenvolveu como favela. Diante deste cenário, a Águas do Rio chegou para atuar nesta localidade com serviços de saneamento, além de contribuir de outras formas para o desenvolvimento humano, como a viabilidade deste projeto transformador.

“Somos responsáveis pela distribuição de água e coleta e tratamento do esgoto da cidade, mas entendemos que o nosso propósito vai muito além dos serviços prestados. Buscamos criar oportunidades e investir no desenvolvimento social nas cidades onde atuamos. E, para isso, precisamos incluir todos, principalmente quem vive em áreas vulneráveis, oferecendo benefícios da Tarifa Social, promovendo projetos como a Orquestra do Jardim Catarina, entre outras ações. Esse é só o começo!”, disse Simony Dias, gerente de Responsabilidade Social da Águas do Rio, ressaltando que nas sextas-feiras do mês de novembro a empresa vai iniciar um atendimento comercial na Associação de Moradores e Amigos do Jardim Catarina (Amajac).  

Desde abril deste ano são oferecidas aulas de música clássica, totalmente gratuitas, de segunda a quinta-feira, na Amajac. Além das aulas, os alunos também recebem reforço escolar e cesta básica.

“Meu trabalho na comunidade e este projeto são para tirar o Jardim Catarina das páginas policiais e mostrar para todos que aqui existe gente boa, trabalhadora e decente. Precisamos apenas de oportunidades e de sermos ouvidos”, comentou o líder comunitário e presidente da Amajac, Tchetcheco Lima.

Novos sonhos para as crianças do Jardim Catarina

Para Michelle Galdino Ferreira, mãe de Cauã, de 11 anos, o projeto ensina muito mais do que música.

“Meu filho está aprendendo a tocar violino e, desde que começou no projeto, tudo melhorou: notas na escola, bom comportamento, está mais atencioso, carinhoso e comunicativo com a gente. Além dele, meus sobrinhos também fazem parte, e tanto para mim como para outras mães que precisam trabalhar todos os dias, é um alívio saber que eles estão longe das ruas e em segurança”, conta Michelle.

Cauã disse que seguirá a carreira de musicista e que as apresentações começaram desde cedo: “Quando eu crescer, o meu sonho é ser violinista! Hoje já toco nos aniversários, para minha família e amigos”.

Sobre a ASMB

A Ação Social pela Música do Brasil é uma organização não governamental sem fins lucrativos com atuação social inclusiva na promoção da cidadania, por meio da educação musical, para crianças, adolescentes e jovens de comunidades economicamente desfavorecidas e em situação de risco social. Mais de 12 mil jovens passaram pela instituição ao longo dos seus 24 anos. Atualmente, o programa está em três regiões do Brasil (Norte, Nordeste e Sudeste) e atende um total de 4.700 alunos em seu programa socioeducativo e cultural, resultando na redução das desigualdades sociais no Brasil.

Em sua vertente cultural, a Ação Social Pela Música do Brasil fundou, em 2014, a Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro (OSJRJ), que traduz concretamente o resultado de seu trabalho realizado ao longo dos anos e que possibilita, a partir da revelação de talentos entre os jovens músicos, a abertura de novos caminhos para a vida profissional. 

A OSJRJ é composta por jovens de grande talento oriundos de comunidades. Atualmente é a orquestra jovem de maior visibilidade no cenário cultural da cidade do Rio de Janeiro, apresentando excelente qualidade artística musical na execução de programas de altíssimo nível do repertório clássico nacional e internacional.

Compartilhar:

Veja Também

Abastecimento de Água Saiba mais
Abastecimento de Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas do Rio.

Viabilidade de Empreendimento Saiba mais
Viabilidade de Empreendimento

Viabilidade de Empreendimentos

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

DPIH DOH – HIDRANTES Saiba mais
DPIH DOH – HIDRANTES

DECLARAÇÃO DE POSSIBILIDADE DE INSTALAÇÃO DE HIDRANTE – DPIH e DECLARAÇÃO DE OPERAÇÃO DE HIDRANTE – DOH DESCRIÇÃO: A Declaração de Possib...