Notícia

Ver notícia

Evento debate principais iniciativas da Águas do Rio e da Sanemar para o saneamento na cidade

 

O diretor-superintendente da Águas do Rio, Sérgio Braga, participou do Iº Seminário Sanemar – Os Desafios do Saneamento, na fazenda Ibiaci, no Espraiado, organizado pela Companhia de Saneamento de Maricá (Sanemar), nesta sexta-feira (19/11). O evento teve como objetivo debater questões referentes a água e esgoto da cidade, além de lançar o programa Sanear Comunidades, destinado para pessoas carentes do município.

No encontro, estiveram presentes o prefeito de Maricá, Fabiano Horta, a presidente da Sanemar, Rita Rocha, o secretário de Governo, João Maurício, além de agentes públicos do município, especialistas nas áreas de saúde, segurança hídrica, resíduos, drenagem urbana, entre outros.

Rita Rocha fez a abertura do encontro apresentando medidas que vão ser implementadas na coleta e tratamento de esgoto e agradeceu o apoio da Águas do Rio. “É importante deixar registrado a parceria com a nova empresa de abastecimento de água de Maricá, a Águas do Rio. As reuniões que estamos fazendo com a concessionária estão sendo muito importantes para avançarmos com estudos que ajudarão a sanar o problema de fornecimento de água na região. A Águas do Rio já começou as operações na cidade nesse mês de novembro com obras de assentamento de rede em Itaipuaçu, deixando claro que seu objetivo em Maricá é sério e focado em levar água e qualidade de vida para a população”, disse a presidente da Sanemar.

Em seguida, o prefeito da Maricá, Fabiano Horta, falou com satisfação que já consegue enxergar soluções efetivas para os problemas de água e esgoto na cidade. “Esse encontro reforça o que realmente Maricá merece: saneamento básico de qualidade. Somos uma cidade forte e o que estava faltando no município é um serviço de saneamento a altura da população que temos. Agradeço a Sanemar e a Águas do Rio por todo empenho e trabalho que estão desenvolvendo para tornar essa cidade referência no estado do Rio de Janeiro”.

Logo após, foi aberta a primeira mesa de discussão composta por Sérgio Braga e pelo diretor da ANA (Agência Nacional de Água e Saneamento Básico), Oscar Cordeiro, para tratar o tema “As Perspectivas do Saneamento no Estado do Rio de Janeiro”.

Sergio Braga destaca os investimentos que serão feitos em Maricá

Sergio Braga destaca os investimentos que serão feitos em Maricá

O superintendente da Águas do Rio na regional Leste ressaltou que a empresa tem metas bem definidas, que serão cumpridas, e a população e o poder concedente têm todas as condições de acompanhar e cobrar o que ficou estabelecido. “Nos próximos cinco anos, mais de R$ 255 milhões serão investidos no sistema de água em Maricá. Por isso, acho muito importante o papel do poder público de continuar com os seus mecanismos de governar, as agências reguladoras com liberdade para fiscalizar e monitorar e as empresas privadas com metas estabelecidas para desempenhar com eficiência os serviços que precisam ser realizados no município. Com esse tripé funcionando em sinergia, conseguimos proporcionar para população dignidade e qualidade de vida”, ressaltou Sérgio

Diretor da Ana diz que os interesses da população, do governo e da concessionária precisam ser respeitados

Diretor da Ana diz que os interesses da população, do governo e da concessionária precisam ser respeitados

O superintendente disse ainda que nessas três primeiras semanas de operação, a Águas do Rio vem realizando avaliações estruturais das unidades para garantir confiabilidade das operações e diagnóstico dos processos de tratamento, visando a melhoria da qualidade do abastecimento. “ Estamos estudando a viabilidade da interligação da ETA de Ponta Negra para levar água para o centro de Maricá, além de obras, reparos e intervenções na cidade”, explicou Sergio Braga.

Para Oscar Cordeiro, é muito importante as agências reguladoras estarem inseridas em todos os contextos do saneamento para que os interesses da população, do governo e da concessionária sejam respeitados. “Temos mais de 70 agências reguladoras para fazerem um papel de fiscalização efetivo em todo país. Sabemos que mesmo com esse esforço, ainda estamos muito aquém do que realmente deveríamos estar. Cerca de 35 milhões de brasileiros não têm acesso a água tratada e 100 milhões convivem com esgoto sem tratamento. Por isso, a ANA é determinante na fiscalização e na criação de normas reguladoras para fazer valer o direito de todos”.

Outros temas também foram abordados no evento como “O Saneamento na Região Metropolitana: Processos e Atores”, “Desenvolvimento e Saneamento em Maricá” e “Infraestrutura de Saneamento e Saúde”.

 

 

 

Compartilhar:

Veja Também

Abastecimento de Água Saiba mais
Abastecimento de Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas do Rio.

Documentos Saiba mais
Documentos

Aqui você encontra os relatórios, arquivos e documentos de interesse público da Águas do Rio.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas do Rio e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.