Notícia

Ver notícia

Concessionária recebe prêmio Prosegh, voltado para instituições dedicadas à garantia da segurança hídrica

O saneamento básico em comunidades foi o principal tema da edição 2023 do SaneaRio, evento organizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-Rio), nesta terça-feira (11) no Rio de Janeiro. Os avanços no saneamento no estado, os planos governamentais para este setor, as experiências bem-sucedidas em outros estados e os desafios regulatórios geraram importantes debates nas mesas de discussões do evento.

Miguel Fernandèz

 “O saneamento precisa ser discutido em diferentes esferas, para que todos percebam que este é um assunto que atinge a sociedade por inteira. Estamos debatendo o que está fora das normas, que é o saneamento numa área que está em um local fora dos padrões de urbanização, mas que existe e que precisa ser atendido”, frisou Miguel Fernández Fernández, presidente da Abes-Rio.

O diretor da Águas do Rio com atuação nas comunidades da capital, Guilherme Campos, apresentou o cenário encontrado pela empresa no início da operação, em novembro de 2021, destacando o levantamento que vem sendo realizado pela empresa.

Guilherme Campos

“Nós atuamos com um programa chamado Vem com a Gente, que além de recuperar as estruturas de abastecimento, mapeia os imóveis existentes. E o que temos encontrado é uma quantidade bem maior do que o previsto nas estatísticas oficiais. Esse levantamento é fundamental para o planejamento da expansão dos serviços, bem como para o desenvolvimento das políticas públicas”, explica Guilherme.

Ele dividiu o painel “Saneamento em áreas irregulares e não urbanizadas: casos de sucesso” com a coordenadora da Casa Civil do governo do estado, Ruth Jurberg; a diretora da Condominium Empreendimentos Ambientais, Deise Coelho, e a representante da ONU Habitat, Rayne Ferretti. O painel teve a mediação da subsecretária estadual do Ambiente, Ana Asti.

Ana Asti conduz o painel sobre áreas não urbanizadas

O diretor-executivo, Renan Mendonça, levou para o painel “Saneamento em áreas irregulares não urbanizadas: perspectivas para o Rio de Janeiro”, o dia a dia do time da superintendência, seus programas e os resultados, que já podem ser vistos pela população.

Renan: “A mudança já está em curso”

“A mudança já está em curso, faz parte da realidade das 525 comunidades onde atuamos na capital. Nós já executamos mais de 100 mil serviços de melhorias de água e esgoto. Em torno de 80 mil pessoas receberam água tratada e encanada pela primeira vez em suas casas. E todos tiveram acesso à tarifa social. Isso significa mais dignidade e saúde. Além disso, mais da metade dos oito mil funcionários da concessionária sã ode comunidades, o que representa emprego e oportunidades. É em nome desta transformação que trabalhamos”.

Renan dividiu o painel com o presidente da Fundação RioÁguas, Wanderson José dos Santos; o diretor de operação da Iguá, Lucas Arrosti; o presidente da Zona Oeste+, Daniel Moura; e o presidente da Rio+Saneamento, Leonardo Righetto. O painel foi mediado pelo diretor da Abes-Rio, Renato Espírito Santo.

Em palcos simultâneos, representantes da Águas do Rio apresentaram o Centro de Operações Integradas (COI), que é referência nacional em tecnologia e expertise no segmento. Andressa Duarte, gerente do COI e  Thaissa Chemzariam, coordenadora de Processos e Dados, deram uma noção dos softwares e plataformas de última geração e permitem o monitoramento e operação à distância das unidades operacionais, 24 horas por dia em tempo real.

O diretor, Sinval Andrade, também participou desse painel e pontuou que a concessionária tem buscado a tecnologia para atingir as metas contratuais e ir além.

“Hoje já temos resultados concretos de que o progresso no setor do saneamento é possível, com investimento, tecnologia e pessoas engajadas. E o que vemos aqui no Sanea Rio é a união do setor privado, o setor público, a sociedade como um todo e os entes regulatórios. Todos temos nosso papel, e é este diálogo que está fazendo acontecer”, acrescentou Sinval

Sinval de Andrade

Vice-governador participa da premiação

Durante o evento, Águas do Rio foi contemplada com o prêmio Prosegh, voltado para ações que propagam a segurança hídrica no estado. O vice-governador e secretário estadual do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, participou da premiação.

“Este é o reconhecimento para quem enfrenta a injustiça e confere cidadania a quem precisa. Podemos comemorar os avanços e resultados satisfatórios e precisamos pontuar quem traz essas conquistas para o nosso estado”, considerou Pampolha.

A companhia foi contemplada pelo projeto “Reusa Águas do Rio”. O prêmio foi recebido pelo gerente de Novos Negócios, Alexandre Perulfo, e pelo diretor Pedro Freitas.

“A concessionária investe em obras, em manutenção, mas também atua na prevenção e no bom uso dos recursos hídricos, que, como sabemos, não é um recurso infinito. Recebemos este prêmio como um incentivo, uma alavanca para que sigamos trazendo cada dia mais benefícios para o nosso estado”, agradeceu Freitas.

A companhia foi contemplada pelo projeto “Reusa Águas do Rio”. O prêmio foi recebido pelo gerente de Novos Negócios, Alexandre Perulfo, e pelo diretor Pedro Freitas.

“A concessionária investe em obras, em manutenção, mas também atua na prevenção e no bom uso dos recursos hídricos, que, como sabemos, não é um recurso infinito. Recebemos este prêmio como um incentivo, uma alavanca para que sigamos trazendo cada dia mais benefícios para o nosso estado”, agradeceu Freitas.

Compartilhar:

Veja Também

Contatos Saiba mais
Contatos

O serviço de atendimento da Águas do Rio funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Relatório de Qualidade da Água Saiba mais
Relatório de Qualidade da Água

Abastecimento de Água Saiba mais
Abastecimento de Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas do Rio.

Comunicados Saiba mais
Comunicados

Fique por dentro do que acontece na Águas do Rio com informações sobre abastecimento, obras, programas, projetos e muito mais.