Notícia

Ver notícia

Cidade terá mais de 370 km de rede, além de uma estação de tratamento com capacidade para tratar 600 litros de esgoto por segundo

Representantes da Águas do Rio apresentaram, nesta quarta-feira (6/3), um cronograma de obras de esgotamento sanitário em Queimados à Câmara de Vereadores do munícipio. A previsão da concessionária é iniciar as intervenções ainda neste mês, logo após a emissão das licenças por parte da prefeitura. A empresa informou que, para essas frentes de trabalho, centenas de empregos serão criados, com prioridade para a contratação de profissionais e empresas da região. A ideia é gerar renda e movimentar a economia local.

O sistema de esgotamento sanitário da cidade, que fica na Baixada Fluminense, será composto por 374 km de rede e 29 Estações Elevatórias de Esgoto (EEEs), responsáveis por bombear e encaminhar o esgoto até uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Esta unidade terá capacidade para tratar cerca de 600 litros de esgoto por segundo oriundos de Queimados, Japeri e uma parte de Nova Iguaçu.

Diretor da Águas do Rio, Felipe Esteves ressaltou que a empresa tem um calendário arrojado para cumprir, portanto, a parceria com a Prefeitura e a Câmara de Vereadores é fundamental.

“Nosso planejamento prevê o início das obras já nas próximas semanas, para que possamos cumprir as metas para universalização da coleta e tratamento de esgotos em Queimados. Saneamento está diretamente ligado à dignidade e saúde”, afirmou Esteves.

O vereador Antonio Almeida (PSC), que conduziu a reunião, fez questão de reiterar o apoio da Câmara ao conjunto de obras apresentado pela concessionária.

“A Câmara de Queimados entende o acesso ao saneamento básico como progresso e será parceira da Águas do Rio para que a população seja atendida como merece”, disse.

Guandu: menos 51 milhões de litros de esgoto por dia

Com a conclusão das obras de esgotamento sanitário em Queimados e Japeri, outro município que tem previsão de início das intervenções neste ano, cerca de 51 milhões de litros de esgoto deixarão de ser lançados na Bacia do Guandu diariamente, o que equivale a 20 piscinas olímpicas. O manancial abastece 80% da Região Metropolitana do Rio.

Compartilhar:

Veja Também

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Relatório de Qualidade da Água Saiba mais
Relatório de Qualidade da Água

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas do Rio e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.