Notícia

Ver notícia

Programa da Águas do Rio esteve em painel sobre desigualdade. Mudanças climáticas e sua relação com as cidades também ganharam debate

A importância de a sociedade mostrar indignação com o injusto e cobrar ações que coloquem o mundo, em especial o Brasil, num caminho de desenvolvimento social, econômico e sustentável foi pauta de um debate na Glocal Experience, nesta quinta-feira (23/11), na Marina da Glória, Zona Sul carioca. O diretor de Operações da Águas do Rio, Josélio Alves, Raymundo participou do painel “Dignidade para todos: por um mundo menos desigual”, abordou a questão racial e reafirmou o compromisso da concessionária com a inclusão de negros e negras e de gerar renda nas 27 cidades fluminenses onde opera sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

“Cerca de 56% de negros e negras compõem a população brasileira, e apenas 5% desses homens estão em cargos executivos. A situação das mulheres é ainda pior: apenas 1% delas atua como líder. A Águas do Rio trabalha diariamente para mudar esse cenário e quer ver negros e negras em 27% desses postos até 2030. Hoje, o número de negras em cargos de chefia na empresa beira os 17%. Queremos transformar vidas, esse é o nosso objetivo”, disse Josélio, destacando que 70% dos funcionários da Águas do Rio de autodeclaram negros.

O evento tem como base os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e acontece até sábado (25/11), com entrada gratuita. Além de Josélio, neste mesmo painel também palestraram na tarde desta quinta-feira Keilla Martins, coordenadora do programa Respeito Dá o Tom, da Águas do Rio; Mariana de Paula, diretora de Operações do LabJaca; Helena Werneck, secretária municipal de Pessoa com Deficiência; e Ana Mocny, consultora em Capital Humano da Deloitte.

Saneamento e resiliência das cidades

Uma roda de conversas para discutir legados e perspectivas dos ODS abriu a quinta-feira na Glocal Experience. Foram discutidos investimentos em saneamento e a resiliência de cidades com o Rio de Janeiro diante dos desafios originados pelas mudanças climáticas.

Diretor-superintendente da Águas do Rio nas regiões Leste e Interior, Pedro Freitas pontuou a importância do momento atual, diante do desafio de investimentos em saneamento. 

“Quando falamos de infraestrutura, vemos que o setor de saneamento é o que, historicamente, recebeu menos importância e investimentos. Basta olhar os avanços em telefonia, por exemplo, enquanto no país apenas um quarto da população conta com esgoto tratado”, frisou o executivo, acrescentando que, em apenas dois anos de operação da concessionária, resultados já são visíveis, como a balneabilidade das praias de Paquetá e do Flamengo e as melhorias em Botafogo. 

Secretária municipal de Meio Ambiente e Clima, Tainá de Paula apresentou a Agenda Climática do Rio de Janeiro e destacou a importância de o poder público trabalhar para reduzir a pobreza e desigualdades: “Se melhorarmos as condições econômicas, chegamos a pontos como saneamento e educação. Precisamos perseguir nossas metas”, disse Tainá.

Os interessados em participar da Glocal Experience podem fazer as inscrições gratuitas pelo seguinte endereço: https://v2.godream.com.br/evento/glocal-experience-rio-8408490

Confira a programação completa aqui: https://www.glocalexperience.com.br/agenda/

Compartilhar:

Veja Também

Viabilidade de Empreendimento Saiba mais
Viabilidade de Empreendimento

Viabilidade de Empreendimentos

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Comunicados Saiba mais
Comunicados

Fique por dentro do que acontece na Águas do Rio com informações sobre abastecimento, obras, programas, projetos e muito mais.

DPIH DOH – HIDRANTES Saiba mais
DPIH DOH – HIDRANTES

DECLARAÇÃO DE POSSIBILIDADE DE INSTALAÇÃO DE HIDRANTE – DPIH e DECLARAÇÃO DE OPERAÇÃO DE HIDRANTE – DOH DESCRIÇÃO: A Declaração de Possib...