Arquivo do Autor

Águas do Rio assina contrato com Estado do Rio de Janeiro

Postado por aegea em 11/ago/2021 - Sem Comentários

Melhorias no abastecimento de água, esgotamento sanitário e proteção ambiental beneficiarão cerca de 10 milhões de fluminenses

Trabalhar para garantir o abastecimento regular de água tratada. Esta será uma das principais missões da concessionária Águas do Rio, uma empresa da Aegea Saneamento, que assinou, nesta quarta-feira (11/8), no Pão de Açúcar, os contratos de concessão referentes aos blocos 1 e 4  com o governo do estado e prefeituras para assumir os serviços de água e esgoto em 27 cidades fluminenses, incluindo 124 bairros no Centro e nas Zonas Sul e Norte da capital.

Durante a cerimônia, o presidente da concessionária, Alexandre Bianchini, afirmou que a empresa está pronta para assumir os serviços e comprometida em promover uma revolução no saneamento básico no estado, garantindo a universalização dos serviços em 12 anos, com 99% da população com acesso a água tratada e 90% com coleta e tratamento de esgoto.

Outro grande marco da Águas do Rio será a contribuição para a recuperação ambiental da Baía de Guanabara com a construção de coletores de esgoto ao redor da baía, formando um “cinturão”, que vai evitar que milhões de litros de esgoto sem tratamento sejam despejados diariamente nesse ecossistema, um dos cartões postais do estado. Somente na implantação dos cinturões serão investidos R$ 2,7 bilhões nos próximos cinco anos. Segundo Bianchini, a empresa realizará também investimentos para recuperar e ampliar a capacidade das Estações de Tratamentos de Esgoto existentes e na construção de novas estações.

A Águas do Rio desembolsou a primeira das três parcelas da outorga, no valor aproximado de R$ 10 bilhões. A outorga total é de R$ 15,4 bilhões a ser destinado aos municípios da área de concessão.

Recuperação da Bacia do Rio Guandu

Para contribuir com a recuperação ambiental da Bacia do Rio Guandu, a Águas do Rio vai antecipar R$ 645 milhões para a implantação dos sistemas de esgotamento sanitário em Japeri e Queimados e de cinturões em um trecho de Nova Iguaçu. Essas cidades estão na área de concessão da empresa e impactam diretamente no rio Guandu, de onde vem a água que abastece a maior parte da Região Metropolitana.

Após a assinatura, será iniciada a operação assistida, na qual a Cedae continua totalmente responsável pelos sistemas de distribuição, sendo acompanhada pelos profissionais da Águas do Rio nas atividades.

Segundo Bianchini, muita coisa vai melhorar com a chegada da Águas do Rio: A regularidade da distribuição de água; o meio ambiente, com o esgoto sendo tratado, a saúde pública, porque consumir água tratada e não ter contato com esgoto protege a população dos vírus e das doenças, principalmente agora em época de pandemia. Assim terá menos gente ficando doente por causa de água contaminada, menos crianças faltando aula, menos trabalhador tendo que ficar em casa. Sem falar nos benefícios sociais, com geração de emprego e renda e inclusão social. “Nós queremos que todos tenham acesso a água tratada, porque sem isso não há saúde nem dignidade. Estamos olhando para as comunidades, inclusive para áreas não urbanizadas, e vamos ter um forte trabalho junto às pessoas de baixa renda para aumentar a tarifa social, que hoje não chega a 1% dos clientes”, explicou Bianchini.

– A assinatura deste contrato é um marco para a retomada do desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, e tem como principal objetivo melhorar a vida da população. E isso vai acontecer com o regular abastecimento de água, tratamento de esgoto, levando dignidade e cidadania para milhares de famílias fluminenses, além de gerar emprego e limpar o ambiente. Estamos felizes com a chegada da Águas do Rio, que irá investir um montante significativo em nosso estado, sendo exemplo para várias outras empresas – declarou o Governador Cláudio Castro.

A concessionária pagará 65% do valor de outorga agora, com a assinatura do contrato. Outros 15% serão depositados quando a Águas do Rio passar a operar o sistema e os 20% restantes serão pagos ao final do terceiro ano de operação.

Águas do Rio é uma empresa da Aegea, que já está presente na Região dos Lagos

A Águas do Rio é a mais nova empresa do grupo Aegea, criada em 2010 e líder no setor privado de saneamento brasileiro, com 56% desse segmento.

Através de suas concessionárias opera em 153 cidades, em 12 estados e atende 21 milhões de pessoas, contando com a concessão no Rio. Na Região dos Lagos, já atua nos municípios de Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia com a Prolagos. Desde que iniciou a operação, a empresa triplicou o abastecimento de água nessas cidades e saltou de 0 para 80% o atendimento em esgoto. O investimento que já foi feito até agora nessa região (R$ 1,4 bilhão) é 2 vezes maior do que a média nacional de investimento por habitante.

A Aegea age por meio de concessões plenas ou parciais (somente água), subconcessões e de parcerias público privadas (PPPs).

O trabalho da companhia em todo o país também contribui para a recuperação de rios, lagoas e praias e promove o desenvolvimento social, transformando a vida de milhões de pessoas que passam a ter um serviço regular e confiável. Além disso, em alguns municípios é a principal empregadora, tendo 6 mil colaboradores no país. Chegará a 11 mil com os empregos que está abrindo no estado do Rio.

Cidades atendidas pela Águas do Rio

Aperibé, Cachoeiras de Macacu, Cambuci, Cantagalo, Cordeiro, Casimiro de Abreu, Duas Barras, Itaboraí, Itaocara, Magé, Maricá, Miracema, Rio Bonito, Saquarema (3° Distrito), São Gonçalo, São Francisco de Itabapoana, São Sebastião do Alto, Tanguá, Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Rio de Janeiro (Centro, Zonas Sul e Norte).

Valor do investimento em água e esgoto

Bloco I: R$ 8,4 bilhões

Valor da outorga: R$ 8,2 bilhões

Valor do investimento em água e esgoto

Bloco IV: R$ 16 bilhões

Valor da outorga: R$ 7,2 bilhões

===

IMPRENSA:

imprensa.aguasdorio@fsb.com.br

Pedro Motta Lima

Patrícia Gualberto

Aegea vence blocos 1 e 4 no leilão da CEDAE no Rio de Janeiro

Postado por aegea em 30/abr/2021 - Sem Comentários

A Aegea Saneamento, por meio do consórcio formado pela companhia, Grupo Equipav, GIC (Fundo Soberano de Singapura) e Itaúsa, venceu a disputa de dois dos quatro blocos da Concorrência Pública nº01/2020, promovida pelo Estado do Rio de Janeiro com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), realizada no dia 30/04 na B3. A concorrência teve como objeto a concessão plena para a prestação dos serviços de esgotamento sanitário e abastecimento de água para 35 municípios do Estado do Rio de Janeiro, que contempla a execução de obras de infraestrutura, melhorias, manutenção e operação dos sistemas, além de prever investimento de R$ 30 bilhões, nos 35 anos de contrato.

A Aegea conquistou os blocos 1 e 4, que contemplam as regiões Sul, Norte e Centro da capital e 26 cidades do estado do Rio de Janeiro, beneficiando mais de 10 milhões de pessoas. Entre os investimentos previstos estão a destinação de R$ 2,9 bilhões para a Bacia do Rio Guandu e R$ 2,6 bilhões para a despoluição da Baía de Guanabara. O complexo lagunar da Barra da Tijuca irá receber R$ 250 milhões.

O leilão contou com a participação de outros três grupos. O consórcio Aegea ofereceu o lance de R$ 8,2 bilhões e R$ 7,2 bilhões nos blocos 1 e 4, respectivamente e que resultou nas vitórias da companhia.

Para Radamés Casseb, diretor-presidente da Aegea Saneamento, “a conquista reflete o novo momento da companhia, que tem se preparado nos últimos anos para levar a qualidade da prestação dos nossos serviços para outras regiões e diminuir ainda mais o déficit do saneamento no país. Hoje já atuamos em cinco municípios na Região dos Lagos, onde proporcionamos mudanças significativas e em linha com nosso propósito de promover vidas mais dignas e saudáveis e em aderência ao nosso modelo de negócios”.

Com essa nova conquista, a Aegea Saneamento passará a operar em 153 cidades, distribuídas em 12 estados, levando toda sua experiência para atender mais de 21 milhões de pessoas. “A nossa experiência em atuar em localidades de diferentes dimensões, com um modelo de negócio transparente e ético, atrelado a nossa eficiência operacional, investimentos responsáveis e no cumprimento de metas, será fundamental para contribuir para a universalização do saneamento nestas regiões”, completa Casseb.

A Aegea parabeniza a Cedae, o Estado do Rio de Janeiro e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES, pela iniciativa e acredita que parte da solução para levar saneamento para todos os brasileiros passa pela complementaridade e atuação integrada entre o poder público e o setor privado. Com o novo marco regulatório do saneamento, iniciativas como esta serão potencializadas, gerando novas oportunidades de investimentos em um ambiente ainda mais seguro.

Entre as regiões e cidades contempladas nos blocos 1 e 4 estão 106 bairros do Centro e Zona Norte e 18 bairros da Zona Sul do Rio de Janeiro e 26 cidades do estado: – Aperibé, Cachoeiras de Macacu, Saquarema, Tanguá, São Sebastião do Alto, Cambuci, Cantagalo, Casimiro de Abreu, Cordeiro, Duas Barras, Itaboraí, Itaocara, Rio Bonito, São Francisco de Itabapoana, São Gonçalo, Magé, Maricá, Miracema, Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimado e São João de Meriti.